Sustentabilidade

Construção Seca: Conheça essa prática sustentável para construção civil

Construcao-Seca-Conheca-essa-pratica-sustentavel-para-construcao-civil

Não é de hoje que a sustentabilidade é um cuidado muito utilizado nos mais diversos segmentos. A preocupação com o meio ambiente, principalmente em processos que se utilizam dos recursos naturais de maneira exagerada, já vem se tornando rotina, uma vez que, a cada dia que passa, mais se buscam novas formas para evitar ou reduzir os impactos causados para a natureza.

A construção civil é um destes setores que, na sua maneira convencional, se utiliza não só de grandes quantidades de água e energia elétrica, por exemplo, mas também causa poluições, impactando diretamente o meio ambiente.

Diante disso, surge então o conceito de construção seca, que nada mais é do que uma alternativa para reduzir esses impactos, tendo como resultado uma construção mais sustentável, afetando menos a natureza.

O que é Construção Seca?

A construção seca, também conhecida como construção a seco, consiste na técnica de se utilizar um sistema de estrutura com base de aço, que é projetado a fim de suportar certa quantidade de cargas, servindo como base para outros sistemas usados nas edificações, como por exemplo, placas de gesso acartonado, que são usadas nos ambientes internos, e as placas comentícias, que são usadas nas partes externas das construções.

Portanto, a grande diferença da construção seca com a construção convencional é a substituição das paredes feitas à base de tijolos, concreto e argamassa, por uma parede que tem a sua base metálica, associada a outros materiais menos impactantes, como o gesso.

Um exemplo que isso realmente funciona e mostra a sua importância, é que o gesso pode ser reutilizado, servindo como matéria prima para a fabricação de cimento.

Quais os seus benefícios?

Diante disso, a construção a seco é uma resposta às questões relacionadas à sustentabilidade, uma vez que a sua maior preocupação é fazer uma construção de maneira consciente e sustentável, isto é, sem gerar grandes impactos para a natureza e sem esgotar os recursos naturais de maneira inconsciente.

Veja também: Dicas para praticar a sustentabilidade na construção civil

Além de utilizar materiais que podem ser reciclados, a construção seca também utiliza menos água e menos energia elétrica em comparação às construções convencionais. E não apenas isso! Mas também reduz consideravelmente a quantidade de resíduos gerados, que é um problema à parte das construções.

O volume de resíduos gerados nas obras convencionais é um verdadeiro problema, pois quando ele não é descartado da maneira correta, como acontece na maioria das vezes, ele acaba por poluir e impactar ainda mais a natureza. Por isso, a construção seca é fundamental, pois além de reduzir os impactos durante a obra, também reduz os impactos que são causados pelos resultados do processo.

Conclusão

E por fim, a construção seca não traz apenas benefícios para o planeta, o que já seria de bom tamanho, mas também para as próprias construtoras, que acabam por ganhar mais produtividade, uma vez que as obras são mais rápidas, mais economia de mão de obra, pois as cargas são bem menores e pesam bem menos, mais facilidade de construção, pois as placas usadas são bem menores, além de ter como resultado uma obra muito mais resistente à umidade e maior resistência aos impactos.

Cursos Instituto da Construção

Compartilhe nas suas redes sociais: